Dorival valoriza reação, destaca melhora e não faz contas pela Libertadores

O São Paulo está mais próximo da zona de classificação à Copa Libertadores do que do temido Z-4. Com 44 pontos, o time tricolor está seis atrás do sétimo colocado Flamengo e oito à frente do 17º Sport. A distância maior, porém, não deixa o técnico Dorival Júnior tranquilo quanto às chances de rebaixamento.

“Não deixou de assustar, mas estamos próximos do primeiro objetivo. Quando consolidar, dentro das nossas possibilidades, podemos lutar por uma nova condição. Dos últimos 12 pontos, fizemos dez, aproveitamento excelente, próximos do líder do segundo turno. Uma campanha completamente diferente do turno. Essa equipe foi formada dentro da competição, com dificuldade e exigência altas, o que mina o trabalho de qualquer equipe. O São Paulo esteve próximo da zona de rebaixamento por muito tempo, mas conseguiu certa estabilidade e, quem sabe, podemos pensar mais”, disse o treinador.

O torcedor do São Paulo presente no Pacaembu na noite desta quinta-feira pôde acompanhar uma reação digna de um time que luta por uma vaga na Copa Libertadores. Após estar perdendo por 2 a 0, a equipe mandante buscou o empate com a Chapecoense na metade final do segundo tempo, e muito da melhora do time passou pelas alterações do técnico Dorival Júnior, que celebrou a reação.

“Queríamos uma vitória, jogamos para isso, buscamos o gol a todo momento, mas a Chapecoense tem seus méritos, com jogadores de nível, vencendo fora de casa. Esperávamos esse jogo pesado, mas o São Paulo teve pontos positivos, mesmo com a impaciência da primeira etapa, teve ímpeto. Valorizo o que jogadores fizeram”, declarou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *